CEPROCAMP: Uma história

2001

Foi assinado em Outubro de 2001 um convênio entre a FUMEC (Fundação Municipal para Educação Comunitária), SME (Secretaria municipal de Educação), Proep (Programa de expansão da Educação Profissional) e MEC (Ministério da Educação) que destinou na época  um investimento inicial de mais de 3 milhões para a reforma do prédio e aquisição de equipamentos e mobiliário propiciando a criação e desenvolvimento para sua reestruturação. Iniciava ali uma nova história para Campinas que despontava como Metrópole e marco central de inovação, tecnologia e ensino.

2001 - 2004

Por volta de 3 milhões foram investidos na Construção do CEPROCAMP, e a Secretaria de Cultura, Esporte e Turismo ficou responsável pela ação de executar as obras de restauração dos prédios que iriam deixar de ser um complexo ferroviário inativo e abrigar assim como o Centro Profissionalizante Antônio da Costa Santos, outras Instituições Públicas, dentre elas: 33ª Junta Militar e Estação Cultura que estão ativas até os dias atuais.

 

2004

O prédio do CEPROCAMP, localizado na antiga Estação Fepasa, foi um dos primeiros a serem revitalizados, concretizando um sonho antigo e um novo conceito de urbanização, recuperando a área antiga do Centro, conservando a história e a sua importância para a cidade de Campinas. A Unidade CEPROCAMP Centro foi inaugurada em 14 de Setembro de 2004 e tem como seu patrono o Sr. Antônio da Costa Santos (Toninho), 53º Prefeito de Campinas, que foi assassinado em 10 de Setembro de 2001.

 

INÍCIO DOS CURSOS

No ano de 2004, conforme publicação do Caderno do Governo Democrático e Popular, o CEPROCAMP-CENTRO proporcionou o curso de Informática Básica para 3,5 mil alunos. Sendo um dos primeiros cursos do CEPROCAMP, este curso já  estava alinhando o uso dos recursos públicos para ambientar a população no uso das tecnologias emergentes naquela época. Nos dias atuais, Campinas é considerada “Cidade Inteligente e conectada” e o CEPROCAMP permanece oferecendo este curso para dar continuidade na evolução da população.